DEIXE SEU COMENTÁRIO

27 Comentários

  • PITER MAVERICK on 22 de junho de 2017

    Boa tarde, sou da cidade de Sousa na Paraíba, seu eleitor e do prefeito Tayrone, espero que vc fique ao lado do povo nas votações das reformas da previdencia e trabalhista, ou seja contra todas elas, pois do contrario nós paraibanos não votaremos q vc e nem qualquer outros politico que não defenda nosso interesses. E ficaremos de olho da tv camara, se votarem a favor, faremos uma campanha contra quem votar a favor das reformas, lembrando seus nomes em redes sociais, radios locais, ate msm cartazes espalhados pelas as cidades. Não nos decepcione.

    • celiamariabraz on 15 de setembro de 2017

      Nunca eu e minha familia nos arrependemos tanto dos nossos votos a voce,,,,Votar a favor dessa reforma que entre tantas maldades contra o povo ainda vai tirar dos casais idosos aposentados que ganham mais de um salario minimo o direito a pensão por viuvez se ganhar mais de um salario minimo depois de setenta anos de idade ??respeite os avós desse país ,que agora ja no fim da vida sabem que a qualquer momento vai depender dos netos para complementar sua renda ,pois em idade avançada é inevitável a viuvez Isto virá a tona logo se essa reofrma de Meirelles que foi conselheiro administrativo e homem de confiança da friboi ate o ano passado ,,,,Será que ele não sabia do propinoduto que corria para o bolso de temer e sua quadrilha ??

  • Andre on 26 de junho de 2017

    Quais são as regras pra aposentadoria dos políticos em relação a salario?

  • Leocifran on 15 de setembro de 2017

    Deputado , por que primeiro vcs vão atrás dos Bancos, Bradesco, Brasil, Caixa, Empresa e Empresários que deve um absurdo a previdência, Vc sabe o valor não precisa eu bota os números.. Te digo bem claro quem quebrou o Brasil foi os políticos corruptos e não o trabalhador que contribui todos os meses . Então te aviso 2018 vem aí.. NÃO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA..

    • Rogério on 15 de setembro de 2017

      A reforma precisará ser feita, mas, não antes de muito discutida e do fim dos privilégios e após cobradas as dividas dos gigantes que devem a previdência. É isso mesmo!!! 2018, votou contra o povo, vai “pegar o banquinho e sair de fininho” !!!! Não vai ter voto!!!!!

  • Rogério on 15 de setembro de 2017

    Não concordo com a regra de transição. Entendo que, quem já está no mercado a mais de 25 anos, contribuindo, não deveria entrar na regra de transição, devendo-se manter a atual modalidade de tempo de serviço (35 homem e 30 mulher). O que querem fazer é ferir um direito adquirido. Parece uma piada quando querem nos comparar a países desenvolvidos… Ora, em países desenvolvidos, o cidadão não precisa pagar colégio, saúde e tem segurança, nós, brasileiros, pagamos colégio para nossos filhos, se quisermos saúde, pagamos planos de saúde, e se quisermos segurança, que blindemos os carros, cerquemos nossas casas, e sejamos muito, muito vigilantes ao andar nas ruas.
    O brasileiro precisa, antes de tudo de gente honesta na politica, hoje um ser extinto. Lamentável a situação desse país que “tira do pobre” para dar ao “Rico”, vide sonegação de impostos (com posterior Refis, sem juros, sem multas), “doa-se” dinheiro a custo insignificante ao grande empresário enquanto sufocam os pequenos e micro, isso é uma covardia. Sou contra a reforma da forma proposta, por considerar injusto com o povo brasileiro que trabalha desde cedo. Em países bem desenvolvidos, as pessoas estudam, depois vão trabalhar, no Brasil, as pessoas tem que ir trabalhar, muitas vezes em detrimento ao estudo, criando-se uma nação de ignorantes, de forma que os políticos “conduzem” o povo como uma manada. Só que agora, os mais esclarecidos parecem ter acordado, finalmente, e temos uma corrente grande, muito grande circulando via zap, facebook e demais redes sociais onde a cada dia esclarecem-se algumas “manobras” de politicos mal intencionados, e isso tem feito e trazido muito esclarecimento. Temos os nomes dos deputados que aprovaram (todos comprados por interesses individuais), na Comissão Especial na Câmara dos Deputados, em maio essa covardia com o povo brasileiro, mantendo os privilégios dos “donos do poder”… Temos feito circular intensamente e apontado intensamente, num trabalho árduo, porém, benéfico à sociedade onde há o entendimento de 97% dos grupos que essa Reforma da Previdência tem que ser melhor discutida, não só como economicamente, mas, socialmente também, e tem que se colocar o povo no debate e se abrir as “caixas pretas” da previdência e sobretudo cobrar aos grandes devedores, com ações enérgicas e sem REFIS ou qualquer outra forma de perdão a quem “rouba do povo”. Portanto, nobre deputado, esperamos que nos defenda e que, após abertas as “caixas pretas” e esclarecido, sem “vozes terroristas” como a do excelentíssimo ministro do planejamento, que de uma forma muito grosseira e infantil (talvez ainda tenha em mente que o povo é burrinho e vai entrar no jogo… Não, nobre deputado, o povo está sendo acordado por uma corrente muito forte de esclarecimentos, e portanto, esse jogo do sr. Dyogo Oliveira que, jogando o “jogo” de um presidente, fraco, sem honra e sem compromisso com a verdade, tem tentado espalhar terror!!!! Sr Dyogo Oliveira, não faça isso, o que acontece é que o sr. tem passado por um ministro fraco, sem expressão e um verdadeiro “fantoche”, alías, a exemplo do sr. Rodrigo Maia.
    Então, esperamos que o sr. possa nos ajudar, junto a seus colegas “nobres” deputados, ficando ao lado do povo, porque afinal… em 2018, teremos a lista dos que se voltaram contra o povo as custas de algumas benesses particulares. Boa sorte e espero ter contribuído, ao menos como um alerta para o que vem em 2018, caso haja mais covardia contra o povo, que é o verdadeiro patrão… Vota contra o povo, não volta em 2018!!!!! Saúde!!

  • Ilton L Barbacena on 16 de setembro de 2017

    Creio que é injusto não poder acumular pensão do cônjuge com a aposentadoria. Se o casal estivesse pagando previdências privadas, isto não acontece. Vejo isto como um confisco ou um roubo.

  • Gracimara Maria on 16 de setembro de 2017

    Por que vcs não fazem a reforma política? Por quê não taxam as grandes fortunas, querem tirar de quem não tem, quem o país foram os políticos e não nós, quem votar com esse governo corrupto em 2018 nós paga.

  • Maria Ilma. on 16 de setembro de 2017

    Devemos dizer não a essa reforma tão absurda. Quem votar a favor da reforma da previdência votaremos contra em 2018. Estamos de olho!

  • Maria Ilma. on 16 de setembro de 2017

    Vamos deixar o povo em paz porque o que deveria ser reformado e os salários dos deputados, senadores e presidente e todas as suas regalias, não do coitado trabalhador que já sofre com o salário miserável que ganhar, vamos por a mão na consciência e fazer o que é bom pro povo.

  • Marcos on 20 de setembro de 2017

    Prezado Deputado,
    A reforma da previdência até pode ser necessária para corrigir diversas distorções existentes no sistema; entretanto, vcs devem criar regras de transição que sejam justas para todos. As regras do jogo não podem ser alteradas abruptamente; analise a situação das pessoas que já pagam a previdência a mais de 30 anos ou estão perto de se aposentar; e mais, nenhuma empresa continua empregando pessoas acima de 55 anos….é difícil.
    É muito fácil pessoas idosas como Henrique Meirelles, Temer e outros aprovar esta reforma, são ricos e aposentados. Não se preocupam com povo brasileiro. Reflita sobre tudo isso.

  • Odair José on 26 de setembro de 2017

    Parabéns pela a ideia de consultar a população.

  • Robson Filho on 5 de janeiro de 2018

    Nós escutamos muitas pessoas dizendo, inclusive o próprio deputado Wilson Filho, que a reforma é necessária senão o país vai quebrar. Antes de qualquer reforma dessa natureza, o governo deveria propor a redução dos super salários e demais mordomias que temos no Brasil. Escutamos frequentemente Juízes, promotores, e outros com salários de 40, 50, até o absurdo de 100mil reais por mês. Grandes empresas que devem quantias absurdas de impostos que, de acordo com muitas reportagens que já vi, dariam para normalizar o suposto rombo da previdência. Reformas fiscais e redução da máquina pública, principalmente no tocante a cargos comissionados. Fiscalização intensa dentro do próprio INSS no que diz respeito a aposentadorias e pensões fraudulentas. Por tanto, antes de se falar em reforma o governo precisa enxugar a máquina o máximo possível.

  • Maria sandra de andrade on 5 de janeiro de 2018

    Eu acredito que você é muito capacitado e sabe que a previdência não tem esse rombo que fala . E se é para economizar vamos começar pelo congresso e não pelo povo humilde e sofrido que estão cansado de levar chicotada desses governantes. Não a reforma d previdência 🙋🙋🙋🙋

  • Maria Nóbrega on 5 de janeiro de 2018

    Gostaria que vc explicasse quanto aos professores, se teriam aposentadoria integral
    Porque não deixa claro em relação a isso.

  • JOSE LIRA VIEIRA on 5 de janeiro de 2018

    Prezado,

    A reforma que deve ser feita, é a reforma dos privilégios, sobretudo dos senhores parlamentares que vivem às custas do povo e tem utilizado da “política” como meio de vida para alimentar interesses próprios…. NÃO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA E QUALQUER OUTRA QUE VENHA ATINGIR OS INTERESSES DOS TRABALHADORES. A SOCIEDADE CLAMA POR JUSTIÇA SOCIAL!

  • Álvaro de Medeiros on 6 de janeiro de 2018

    Deputado, a reforma vai começar pela retirada dessa cambada de marginais que povoam a câmara e o congresso nacional. As atividades e ações dos políticos estão na boca do povo sabe? É uma satisfação imensa, deputado, perceber que o povo está observando atentamente a movimentação dos senhores em Brasília. Acreditando ou não, os senhores terão uma surpresa nesse pleito de 2018. A reforma da previdência um dia vai ocorrer, mas só com o referendo do povo, num programa de governo que tenha sido homologado pelo voto e de modo a cobrar a conta das grandes empresas que sonegam impostos e/ou encargos previdenciários. Eu não aconselharia a nenhum dos senhores a votar a favor dessa reforma, a não ser que o senhor queira sair da vida pública.

  • Marcelo Alves da Silva on 6 de janeiro de 2018

    Eleições chegando Môfii ta pensando duas vezes né. O senhor votou a Favor da Reforma Trabalhista lascou com nós trabalhadores.

  • Rita de Cassia Lopes Miranda on 6 de janeiro de 2018

    É injusto o limite de acúmulo de pensão e aposentadoria até dois salários mínimos. Recebo pensão de R$ 1700,00 trabalho e contribuo a quase 15 anos para o INSS sobre um salário de R$1500,00 , não vou poder me aposentar. Acho justa a emenda que permite acúmulo até o teto do INSS. Vote contra essa reforma .

  • alexandre lima on 8 de janeiro de 2018

    Essa reforma e ridicula. E quem votar para sua aprovacao nao volta.

  • alexandre lima on 8 de janeiro de 2018

    Sou contra a reforma.

  • Edson Correia on 12 de janeiro de 2018

    Parabens pela iniciativa! Enfim alguem consultando o povo. Os verdadeiros lesados do que o governo pretende atacar é a população de bem e o trabalhador que mantem todo o sistema. Ainda bem que existem politicos e politicos.
    Caro deputado, a regra de transição com o acrescimo de 1 ano a cada 2 anos ira punir severamente aqueles que começaram a trabalhar cedo como eu. Não me julgo nem de longe um privilegiado por que tive que começar a trabalhar (registrado- por que ja trabalhava antes sem registro), desde os 14 anos. Essa regra como está posta, me permitiria (se nada mudar ate lá) me aposentar aos 62 ANOS, TRABALHANDO 46 ANOS. Isso não é justo em nada.
    Defendo uma reforma na previdencia, mas todos nós sabemos onde está o ralo que provoca o rombo.
    OBRIGADO! POR FAVOR ME REPRESENTE.
    Abs,

  • Ivanildo joao de sousa on 15 de janeiro de 2018

    Eu quero saber do deputado wilson filho que trabalhe mais pelo o povo brasileiro que com esse governo que estamos ai e uma dessepicao que ele esta fazendo pelo o povo brasileiro e de mais veija que o povo do nordeste esta muito deficil para trab mais veija que veija que ele sobe o preco dos combustivel quazer todos os dia a onde e que um pobre brasileiro vai chegar ate que ponto e vc trab sobre essa a posentadoria que ele quer aprova ver se vc corta esse sengilo der valor o povo brasileiro que mora no sertao paribano

  • Diego eli on 17 de janeiro de 2018

    Deputado eu sou a favor da reforma , porém vejo que algumas partes do texto da reforma necessitam de algumas alterações , mas mediante a nossa situação econômica , e devido essa reforma ter sido empurrada ano a ano , e preferível a sua aprovação.

  • Robson Filho on 20 de janeiro de 2018

    O presidente Temer anunciou 30 BILHÕES DE REAIS, vou repetir, 30 BILHÕES DE REAIS, de liberação de emendas para “comprar” parlamentares para votarem a favor da reforma. Fazendo uma análise bem rápida e simples se essa reforma fosse tão boa como eles dizem precisaria dessa absurda quantia. Eu acho uma conduta criminosa do presidente Temer anunciar publicamente esses atos não republicanos e que as autoridades competentes (STF e MPF) deveriam tomar providências. DEPUTADOS PEGUEM ESSE DINHEIRO E VOTEM NÃO, DÊEM O TROCO A ESSE BANDIDO E A FAVOR DA POPULAÇÃO!!!

  • Roberio on 29 de janeiro de 2018

    Caro dep. essa reforma só vem a prejudicar a classe trabalhadora, isso esta mas de que comprovado. Porque o governo ao qual o senhor pertence não cobra aos maiores devedores da previdência que são os bancos devem bilhões.
    fica aqui a minha pergunta ao sr. que e da base do governo que votou a favor reforma trabalhista, mais um crime contra o trabalhador, com a promessa que iria criar mas vagas de empregos, não criou só diminui todos os dias novos posto de trabalhos são fechados.
    Caro deputado o senhor esta feliz em ter votado a reforma trabalhista, tirando direitos dos trabalhadores e diminuído ainda mas os postos de trabalhos?

  • Gustavo Ribeiro on 31 de janeiro de 2018

    Reforma draconiana, demagoga e hipócrita! mexem nos míseros direitos da camada pobre, mas não falam em reformar a camada de cima (Deputados,senadores). Não demonstram nenhum respeito pela população.

Deixe sua mensagem